Saiba mais sobre acústica

Acústica deriva do Grego akouein (akouein) que signifa “ouvir”, uma ramificação da ciência que estuda o som incluindo a geração, transmissão, analise e perceção. (Mommertz, E.) 

A Organização Mundial de Saúde (OMS, 1980) define o som como distúrbio mecânico que se propaga pelo movimento de ondas no ar e outros meios elásticos e mecânicos. Fisiologicamente o som é uma sensação auditiva provocada por meio destes fenômenos físicos, embora nem todas as ondas sonoras provoquem uma sensação auditiva. Os sons são flutuações de pressão que se propagam em um meio elástico, seja ele sólido, líquido ou gasoso. Tais flutuações de pressão são caracterizadas por movimentos de compressão e expansão de partículas que se propagam em forma de ondas, a partir do ponto de origem do som.

Uma das características fundamentais do som é a frequência, f, que é definida como o número de variações de pressão da fonte emissora, por segundo. A unidade é o Hertz (Hz).Os humanos ouvem (quando jovens e de audição normal) aproximadamente entre os 20 Hz e os 20 kHz, contudo não são capazes de distinguir pequenas diferenças em frequência. Tal capacidade de discriminação depende do valor da frequência: para f=125 Hz consegue-se distinguir variações de 0.5 Hz, no entanto para f= 8kHz só consegue discriminar variações mínimas de 60 Hz.

Definir ruído não é tarefa tão fácil quanto identificá-lo ou percebê-lo e as definições para ruído são várias. A diferença entre som e ruído é a sensação produzida no sistema auditivo, o ruído é o som sem harmonia, em geral, com carga negativa e pode afetar diretamente as pessoas, causando danos à saúde física e emocional do ouvinte.

Porém, do ponto de vista da acústica arquitetônica, o ruído consiste em todo o som indesejado pelo receptor e que, portanto, deve ser controlado.

Geração de ruído dentro de um edifício

Dois tipos de geração de sons devem ser considerados em análise de edifícios, um deles é relativo aos sons que se propagam pelo ar, chamado de ruído aéreo. O outro corresponde aos sons transmitidos pela estrutura dos prédios, ao longo da qual o som viaja é através da estrutura em si, por meio de vibração este fenômeno é conhecido como ruído de impacto.